△▽△▽△▽△▽△▽△▽△▽
page 1 of 748 »
Há 13 horas
556 notes
reblog
“Você sabe que a gente não vai sair do lugar, Stubb. Isso não vai dar certo, entende?" "Lá vem você querendo complicar as coisas. Lá vem você querendo sair de fininho daqui. Esse é o teu problema. Você começa a abrir mão quando a coisa tá feia." "E quando que não tá? Você diz que é um problema e diz que eu não tenho solução, agora junta isso tudo. Dá um problema sem solução. E isso é o que a gente é.” “É só porque você quer. Você é encrenca, Robin. E eu sou pior. Mas eu tento porque… Você sabe porque. Tenho alguns sentimentos que são bastantes fortes por você.” “Mas toda vez que eu viro as costas você age como se não se importasse, Stubb. Você… Não sabe o que quer.” “Eu sei, e você também sabe. Não quero teu espaço, não quero tempo. Não quero nenhuma porra de um vazio. Você não tem jeito, eu não tenho jeito. Mas você sabe que é isso que eu quero. Mesmo que isso não vá sair do lugar.” “Mas é difícil, é complicado demais. Dá vontade de jogar tudo pro alto e abrir mão. Porque você é um idiota, Stubb. Eu não entendo você.” “E você acha que eu te entendo? Mas eu não vou deixar tu sair da minha vida. Mas se tu quiser sair você que sabe, porque eu sei que eu te pego de volta. Não porque eu quero, mas porque você quer.” “Você é um tremendo de um idiota.” “Viu? Mesmo que a gente dê errado, mesmo que a gente seja certo um pro outro. É a minha bagunça que tu curte, são tuas complicações que eu gosto. Não dá pra entender, mas é isso que a gente é. E tu sabe disso. Mesmo que não goste, mesmo sempre indo embora. Você se arrepende e volta. E eu sou idiota mesmo. Porque tenho a mania de ficar te esperando.”
robin and stubb. (via tajmahhal)
Há 13 horas
3700 notes
reblog
“Eu parei, você não percebeu? Parei de me importar com tudo, principalmente com pessoas. Que me olhem torto, que inventem mentiras sobre mim. Eu simplesmente não me importo mais, não ligo mais. Quer ficar, fique. Quer ir embora, tchau. Não digo que não fará falta, apenas que não me surpreenderei ao ver os que diziam estar do meu lado, partirem sem mais nem menos. Quem não suportar meu inverno, não merece meu verão.”
A culpa é mesmo das estrelas? (via alentador)
Há 13 horas
5313 notes
reblog
“A vida não é nada criativa, ela só sabe foder com os outros.”
Verbografia. (via invernotriste)
Há 13 horas
1645 notes
reblog
“Não vou te pedir pra ficar pra sempre. Vou te pedir pra ficar agora, mesmo sendo egoísta. Eu nem sei o que que se passa com a gente agora, mas sei que eu quero que tu fique. Tu merece muito mais que isso. Tu merece alguém certo pra você, alguém que se encaixe contigo. E eu sei que eu não sou esse cara. Sou todo errado, não dou certo em nada com você. Mas porra, você sabe que eu tento. Tu diz que eu não faço nada por nada, mas sempre fiz de tudo por você. Nunca fui certo, nunca fiz o certo. Fui todo confuso, fiz tudo embaralhado. Baguncei tudo, teu quarto e a tua vida. Não dá pra ser porque a gente sempre complica tudo. Eu sempre vou embora, você sempre acaba deixando de lado. Eu sempre acabo voltando, e depois pra te fazer voltar é foda. Mas você volta. Volta porque sabe que não vai achar essas complicações em qualquer um. Sabe que mesmo eu sendo comum e igual, pra você não é bem assim. Não sou o cara pra você, mas sou o cara por você. Tá pra entender uma coisa dessa? Sei que não dá, Robin. O negócio é que tudo que eu faço, mesmo sendo errado, eu faço por tua causa. Porque eu tento mesmo sabendo que não vai dar em nada. Porque eu quero que tu fique pra sempre, mesmo que você não acredite nisso. Sou egoísta o suficiente pra sempre te grudar em mim toda vez que você vai. Tá vendo por que eu sou tão errado? Porque eu sei que o que tu procura não sou eu. Eu sei que o que você gosta, não tem em mim. Mas é em mim que tu se segura, é nos meus erros que tu se apega. É pra situação complicada e complexa que você volta. E se eu te falo isso com tanta convicção, é porque comigo, infelizmente, é o mesmo. Porque a gente sempre pensa que depois que tudo der errado, alguma coisa vai dar certo. Mesmo sabendo que com a gente não é bem assim.”
robin and stubb. (via tajmahhal)
Há 13 horas
420 notes
reblog
“Mas você não percebe? Seus olhos sorriem quando se encontram com os meus.”
You’re just lonely, just like me. (via alentador)
Há 14 horas
1676 notes
reblog
“Sabe o que é? Tô cansada de sempre ter que ir embora. E isso é sempre o que acontece. Você sabe que eu tenho, sei lá, algum problema. Algum sério problema que me impede de ir pra frente contigo. O problema é tudo que eu tenho que sentir por você. O problema é tudo que eu sinto por tua causa. Você é todo cheio de estragos, e eu sou toda o teu oposto. Você pisa na bola e sempre sai de fininho quando sabe que tá tudo errado. Se eu tenho medo do que eu sinto, você não é tão diferente. Você tenta fazer tudo ficar mais fácil, parece até que esqueceu que quando o assunto é a gente, até o simples fica complicado. Você tem mania de sussurrar o que sente enquanto eu sempre gritei. Você tenta se enganar agindo como se não ligasse. Você odeia mudanças, eu vivo mudando. Eu odeio explicações, você vive querendo se explicar. Tem tudo pra dar errado, tem tudo pra ser oposto. O problema é como você gosta de se enganar, eu também adoro me enganar. Mas eu me engano achando que a gente tem conserto. Eu me engano achando que o nosso errado vai dar certo. Mesmo sabendo que não vai. Eu sei que a gente não vai pra frente. Porque a gente sempre tá engatando a marcha à ré. Eu tô sempre indo embora, tô sempre voltando. Mas antes que você se arrependa, você me procura. Você tá sempre ficando e me dando motivos pra ir. Só que você pode me dar todos os motivos do mundo pra ir, assim que você me der um pra voltar… Eu volto. E ainda volto achando que a gente dessa vez vai dar certo. Eu sei, eu não tenho jeito.”
robin and stubb. (via tajmahhal)
Há 14 horas
13595 notes
reblog
“Eu amo ela. É a minha garota e pronto. Não tem como fugir disso. Eu disse que precisava de espaço, ganhei o espaço e agora estou ouvindo os ecos da minha própria voz gritando o nome dela.”
Gabito Nunes. (via tajmahhal)
Há 14 horas
978 notes
reblog
“Eu nunca soube lidar com esse tipo de coisa. De ser o cara que eu nunca fui com a menina que menos liga pra isso. Você é toda bagunçada, Robin. Pede sinceridade mas nunca é sincera consigo mesma. Você quer pagar de durona, menina madura… Mas isso não passa de armadura. Todo casal um dia acaba, certo? Descobri porque a gente não acabou até agora. Primeiro: nunca fomos um casal. Segundo: um quase casal tem um quase fim. A gente é todo “quase”. Quase alguma coisa, quase nada, quase começo, quase fim. Sei lá define bem. Tu é completamente “perigo”, Robin. Se tu me desse finalmente uma chance, acho que eu nem saberia lidar com isso. Porque eu talvez não esteja preparado pra me apaixonar por alguém como eu teria me apaixonado por você. Tu sabe disso, cara. Sabe bem o efeito que os teus “não” “não sei” “tanto faz” tem sobre mim. Tu sabe onde nosso quase vai parar né? Em lugar nenhum, Robin. Porque você é uma medrosa e eu um covarde. Porque a sua mão cabe na minha, mas você ainda recua quando a minha mão chega perto da tua. Porque eu podia mudar e ser o que você quisesse, mas o que tu quer eu nunca sei o que é. Nem você. A gente podia acabar hoje, ou começar. Mas o nosso “quase” não deixa. Tu podia deixar eu cair por você, e largar de ser tão complicada. Mas a tua armadura não deixa. Ah, me amarro nela. E em você. Entre as minhas duvidas, te escolhi pra ser certeza. O nosso “quase” é bem irônico, porque eu só fui quase quando eu sabia que eu ia embora. Mas agora eu sei que vou ficar, e que tu que é capaz de ir. Porque o nosso quase, Robin, eu juro… Ele acaba quando tu disser que chega. Que tu quer ser certeza mesmo não tendo certeza de nada. E tu vai me odiar e me xingar todos os dias, e eu vou querer meter o pé sempre. Eu vou. Só pra ter o prazer de voltar e ouvir tu me xingar mais um pouquinho. Pra ouvir tu jogar coisas na minha cara, mas depois dizer que eu fui o único por quem tu largou teu “quase”. É por isso que eu aceito o “quase” e a dúvida. Só pra esperar a decisão e a certeza. Eu espero tudo de bom que venha de você, porque o tudo ruim sou eu. Eu sou o errado, e você era pra ser o certo. Mas acaba dando errado com errada. Ou melhor, eu e você. Tão errada quanto eu, só que mais charmosa. E os nossos erros pelo menos, não tem um “quase”.”
robin and stubb. (via tajmahhal)
THEME